fbpx

Magia do Caos

IMG_5540

A Magia do Caos descende diretamente do Caoísmo, e é sua aplicação no campo mágico. Nesta vertente mágica, estudam-se as estruturas gerais e as classificações globais dos elementos de magia, para isto muitas vezes utilizando termos de sistemas mágicos já existentes, ou criando-se novos termos para evitar a confusão com elementos já consagrados. O foco é o objetivo, e não importa qual a metodologia utilizada na prática mágica, qual o conjunto de símbolos utilizado, ou qual mecanismo explica o funcionamento do método.

Origens

A Magia do Caos teve sua formulação realizada principalmente por Peter J. Carroll com base em trabalhos de Austin O. Spare e da Golden Dawn, e tem como principais obras de referência o Liber Null e o Psiconauta. Há ainda o Livro dos Resultados, de Ray Sherwin, que apresenta uma abordagem mais prática dos conceitos, e os livros PsyberMagick, de Peter J. Carroll, e Chaotopia, de David Lee, que derivam considerações mais avançadas a partir dos princípios da Magia do Caos.

Várias outras vertentes mágicas bebem das mesmas fontes que a Magia do Caos, como é o caso do Discordianismo e da Thelema de Crowley. Estas fontes, por sua vez, foram agrupadas, consolidadas e estudadas por cada um dos diferentes membros da Golden Dawn, que publicaram tratados sobre a utilização de cada sistema mágico, recuperaram informações valiosas há muito perdidas nas areias do tempo, e traçaram correlações que permitiram o uso conjunto de mais de um sistema.

Gnose

A Gnose é a prática de se alcançar o estágio de libertação temporária em relação ao corpo físico, e que permite vislumbrar o âmago das energias, o que há por trás dos panos. É similar à projeção astral, ou ao desdobramento do plano etérico, e pode ser alcançado de diferentes formas, como por inibição ou hiper-excitação dos sentidos.

Sigilo

Um sigilo (selo, do latim sigilum) consiste na codificação de uma intenção na forma de um desenho, símbolo ou figura. Pode ainda ser uma frase, porém geralmente se aplica a elementos pictóricos. No caso dos hiper-sigilos, pode ainda ser algo mais complexo, construído e alimentado por maior tempo em relação aos sigilos simples, como uma música, um livro, uma obra civil ou um pseudônimo.

Servidor

Servidores são, de forma geral, entidades animadas que adquirem existência com base em um sigilo, uma intenção, uma ideia ou um elemento. Podem ter forma humanoide ou não, e podem ser criados pelo magista para realizar suas intenções.

Meta-Sistema

Tecnicamente, a Magia do Caos não se trata apenas de um sistema mágico, e sim de um meta-sistema. Assim como o Caoísmo permite conciliar sistemas de funcionamento do universo, considerando que todos tratam-se de diferentes formas de se explicar a mesma coisa, a Magia do Caos concilia Sistemas Mágicos, considerando que todos são válidos a partir do momento que apresentam resultados.